5.1.13

32º Capítulo - "ele era o tal"

Sim, eu sei. Demorei imenso e peço desculpa. Mas para compensar, está bastante grande. Espero deixar-vos curiosos :b


No dia seguinte fomos conhecer Gerês. Sempre ouvi dizer que aquele era dos sítios mais bonitos de Portugal e estava curiosa quanto a isso. Foi um dia cheio de emoção.
Visitámos os lugares mais conhecidos da serra. Tinham-nos dado um mapa no hotel com os sítios mais bonitos e como lá chegar. E partimos para explorar. Vimos cascatas lindíssimas, subimos ao ponto mais alto de onde vimos toda a serra, visitámos alguns monumentos. Todo aquele ambiente, as pessoas do Norte, as casinhas rurais, tudo aquilo era maravilhoso. Tirámos imensas fotos para mais tarde recordar aqueles belos momentos passados por ali. Almoçámos numas mesas próprias no meio de um parque e à tarde continuámos a visitar tudo e mais alguma coisa. Eram 5 da tarde e já estávamos todos cansados, depois de tantas subidas e descidas, de tantas emoções e decidimos voltar para o hotel. No dia seguinte iríamos visitar mais uns sítios de manhã e um pouco depois do almoço e regressávamos a casa. Mas na verdade nem queria pensar nisso, tudo aquilo estava a ser maravilhoso, e eu estava a adorar. 
Voltámos para o hotel e soubemos pela recepcionista que nessa noite ser o último dia de festa na vila, festa daquelas como se costuma realizar na maioria das vilas de Portugal. Algo não muito grande, mas com direito a comida, carrosséis e afins e fogo-de-artifício no fim. Achámos entusiasmante, e decidimos que iríamos dar uma volta pela vila, mais à noite. Fomos tomar banho, descansar um bocado e depois vestimo-nos. 
Aquilo que pensámos que iria ser uma pequena festa foi algo bastante grande. Música, montes de carrosséis para todas as idades, comida, imensa gente. Tudo iluminado. Aquilo estava muito bonito. Iria haver uma procissão às 20h e pouco depois fomos comer qualquer coisa. Andámos pelas ruas decoradas, o Dudu jogou uma espécie de tiro ao alvo, onde ganhou um urso gigante que me ofereceu e depois andámos nos carrosséis. Acabámos por ficar até à meia-noite e vimos o fogo-de-artifício. Foi lindo. Pouco depois voltámos para o hotel.
Cada um para o seu quarto, assim que cheguei fui-me logo deitar, estava estafada. E o Dudu também. Mas o sono parecia não chegar, como já era habitual numa altura daquelas. Andava a virar-me de um lado para o outro, na tentativa de encontrar uma posição confortável, mas sem sucesso. 
- O que é que se passa? – Perguntou-me ele, acendendo o candeeiro.
- Nada. Não consigo dormir. 
- Porquê amor?  
- Não tenho sono. – Respondi, aborrecida. 
- Queres falar a ver se o sono vem? 
- Se quiseres… 
- Ok, então…? – Disse ele, na esperança que eu tivesse um assunto. Vendo que eu não lhe respondia, olhou-me nos olhos. Ele estava prestes a beijar-me, sabia-o. E tinha razão.
Deitou-se em cima de mim e beijou-me com uma enorme intensidade. Após os primeiros beijos, beijou-me o pescoço e a minha respiração acelerou. O pescoço era o meu ponto fraco e ele sabia-o. Estava a provocar-me. Queria saber quais eram as suas intenções, mas quando desceu um pouco além do pescoço e depois me olhou nos olhos, percebi logo. Queria voltar a tentar. Mas o meu medo acentuara-se após a tentativa falhada do dia anterior. Por outro lado, não havia razão para isso. Era o Dudu, o rapaz que eu conhecia há uns 13 anos, com quem namorava há 1. Sabia que não havia sequer a possibilidade de ele me deixar depois disto. Mas será que ele era o rapaz certo? Resposta um bocado óbvia apesar de só termos 15 anos. Não sei, apenas sentia-o. Tudo aquilo que ele causava em mim e tudo aquilo que ele significava para mim fazia-me ultrapassar todos os meus medos. Não sabia explicar como, apesar de nunca ter namorado com mais ninguém, nunca ter beijado mais ninguém, mas sabia que ele era o tal. Só esperava não estar enganada. 
Enquanto estava absorta nos meus pensamentos o Dudu continuava a beijar-me com uma intensidade crescente. Ele estava ofegante. O que me fez voltar à vida real foi algo que senti. Vindo dele. Sim, isso mesmo. Ele estava mesmo excitado. O meu Dudu. Excitado. Comigo. Àquele ponto. 
Olhei para ele, algo surpreendida. Ele corou. Sorri e beijei-o. Não que aquilo me tenha dado as certezas que eu precisava, porque essas, eu passei a tê-las no momento que começámos a namorar. Era ele. O tal. 
Voltou a olhar para mim, como se precisasse de uma confirmação. Sorri apenas e ele percebeu a mensagem. Lentamente tirou a minha blusa do pijama deixando-me o peito e a barriga a descoberto, mais uma vez. Ele beijou-me o peito e desceu para a barriga. Tirei a blusa dele também. Dentro de poucos minutos o resto da roupa saiu do nosso corpo como por magia e vi-o, pela segunda vez completamente nu. Agora já não havia volta a dar. Nem eu queria isso. 

32 comentários:

Duarte M. disse...

Lindo ahahaha :D Os malandrecos começaram cedo :P

Duarte M. disse...

Já sei o que 33º vai demorar outro meio século :P

დ R*M ಌ disse...

:)
eu sei e se há coisa que nunca fiz foi escrever para agradar a alguem, sempre escrevi porque me sentia bem em faze-lo!
mas obrigada ;)

adorei o capitulo!!
estes miudos sao muito avançados. 13 anos? :p

Duarte M. disse...

Ahaha daqui a duas semanas deve acabar a minha história :p

Patricia Matos disse...

15*

Patricia Matos disse...

OMG, agora vou ficar aqui muito entusiasmada a espera do proximo capitulo.....
Continua :)
PM

Isa ♥ disse...

Oh *.*
Brigada

Belleine ∞ disse...

às vezes são filmes na minha cabeça princesa, porque já antes me aconteceu mais do que uma vez (trocarem-me), mas eu sei que o meu Duarte não é assim e nem sequer faço comparações, mas o medo fica percebes e ás vezes pimba, não me contenho :/ mas enfim, já está tudo esclarecido e as coisas agora vão ficar mais leves e melhorar, vou lutar por nós e por tudo o que agora tenho.

Omg, não estou a seguir a tua história, mas este capítulo tocou-me, escreves tão bem :3 tenho de ir espreitar os outros capítulos!

Duarte M. disse...

No capitulo de amanha saberas:)

დ R*M ಌ disse...

a questao e mesmo essa, sera que me sinto bem em continuar? percebes o que quero dizer?
pronto e mais dois aninhos (peço desculpa pelo lapso) mas mesmo assim... sao muito antecipados :P

Duarte M. disse...

Está a decorrer uma sondagem no meu blog,conto com a tua participação :D

Duarte M. disse...

nao queria que levasses a mal so estava a esclarecer :3
Eu sei que tens razao mas as vezes fico a pensar que não confia em mim :/ Enfim. quero e que isto passe!

დ R*M ಌ disse...

ahah nao ha uma idade certa, quando se ama ama.se mesmo ;)

დ R*M ಌ disse...

ham... esse sapo (futuro principe) futuro principe porque? :o la está, da ultima vez que falamos estava bem, a nossa história complicou-se um bocadinho... :( mas obrigada por perguntares

დ R*M ಌ disse...

digamos que o sapo (ele) e a galinha (eu) perceberam talvez o que toda a gente ja tinha percebido :s mas a vida real é mais dura do que parece. continuamos melhores amigos, pelo menos acho eu, nos afastamo-nos um bocado :(

Pérola disse...

Que linda história.
O amor é mágico.

Adorei simplesmente.

beijo

Marisa Costa disse...

uhuh ahahah :D
Ja tinha saudades da tua historia :)

Lizzie disse...

Tens a história em alguma página no blog?

Pipo Santos disse...

Nós nunca chegamos a ter nada ao certo :s Obrigado por seguires! *

დ R*M ಌ disse...

ehh espero que tudo se mantenha como antes, embora seja dificil, tenho muitas saudades dele :$

დ R*M ಌ disse...

ele pelo menos prometeu-me isso e foi ele que avançou nao fui eu :x tenho mesmo muitas saudades de tudo, especialemente de coisas como aquela do blog :$

Duarte M. disse...

Amanha saberas :D

დ R*M ಌ disse...

nao imaginas o quanto gostava que tivesses razao, era a melhor coisa que me podia acontecer depois do que passamos, o que tiver de ser será, so depende dele :/

დ R*M ಌ disse...

so queria o meu melhor amigo de volta, e tenho mesmo medo de o perder como melhor amigo, ele foi a unica pessoa que bastava eu dizer uma coisa e sabia que eu tava mal... bahhh enfim, nao vale a pena pensar mais nisto ;) obrigada por te lembrares dele e pelo apoio que lhe deste :p

Anouk Férrer disse...

Deus queira que sim :)
P.s: já leio este teu post e já deixo a minha opinião
Bisous

Nonô Torres disse...

Sim, fizemos as três exatamente a mesma tatuagem, no mesmo sitio ;b quanto ao nome para a cadela, já estive a "discutir" isso com a Lara, e talvez tenhamos chegado a algum lado ;b

დ R*M ಌ disse...

nao vale mesmo a pena pensar em mais nada..
bjs

Nonô Torres disse...

Concordamos em ser nomes franceses e começados por L ;b

Anouk Férrer disse...

Oh :o só li este capítulo, mas adorei. Lindo! Tens imenso jeito!
Bisous

Catarina disse...

Estou a adorar esta história, espero que o próximo capítulo chegue rápido! (:

Anónimo disse...

- Descobri isto hoje e já li os capitulos todos !
- É optimo , PARABÉNS !

Quase-Princesa disse...

- Fico feliz que assim seja querido anónimo!
- OBRIGADA ♥